Reatando Sentimentos

08:08

Estou aqui bebendo suco de framboesa e respondendo suas mensagens que desde à primeira aula sobre física quântica que você me envia. Você não imagina como me segurei para não pegar o celular que estava na minha bolsa vibrando... E depois dentro do carro... Me segurei mais um pouco até chegar em casa. Abri a geladeira e coloquei no copo o meu suco favorito. Quantas palavras escritas com letras miúdas que ao lê me machuca e talvez por aquele motivo que nem é tão grave como você diz.

Entre essas palavras e um gole e outro do meu suco. Desce algumas lágrimas que eu tento prender com tanto esforço, mas que inevitavelmente borra o meu caprichado rímel. E tento deixar você agir como quiser, sem intervenções do meu aclamado pedido de desculpas. Talvez seja melhor eu só ler essas mensagens e concordar com o que você disser. Tento ser fria. Mas quanto mais fria eu sou, mais cruel você digita do outro lado do estado... Aquelas palavras que eu irei lê e relê daqui a pouco quando tudo acabar. Ou quando tudo começar.

Você me deixa. Diz que te decepcionei. Que vai ser melhor assim. E eu. Peço desculpas. Concordo que vai ser melhor assim. E não dou o braço a torcer. Dois orgulhosos. Os dois querendo ceder, mas nenhum quer ser o primeiro. Enrolações e lembranças do passado que você traz à tona só pra me fazer desistir e fazer eu confessar que errei, mas que estou arrependida. Mas eu não errei e não vou desistir, dessa vez não. Dessa vez vou terminar de beber todo o meu suco, que por sinal está uma delícia. Vou tomar aquele café que é o meu companheiro nas noites de insônia. Terminar de lê aquele livro que estou na metade e que marquei com aquele marcador de páginas fofo da barbie que ganhei de uma leitora. Ou talvez passar um dia completo com esse drama, assim me renderia alguns textos iguais a esse. Ou talvez fosse melhor desistir antes de acabar o meu suco e cair na real que estou perdendo ELE.

Acabo o suco e prendo o cabelo em uma rabo de cavalo e vou caminhando a lentos passos para o meu quarto... Desabo na minha cama... Não gosto de cair na real, prefiro o meu mundo imaginário cheios de sonhos realizados. Vendo aquele celular vibrando sem parar não me dá vontade de olhar para saber quais são as palavras que está formando aquelas 6 mensagens. Mas eu olho. Você já está mais calmo e percebo que queria que eu cedesse. Estou um pouco cansada de tanto assisti aula de física... Pensa em uma matéria que cansa! Minha mãe ainda diz que estudar é moleza... Isso é porque ela ainda não viu que eu perdi 3 quilos. Pelo menos cheguei no meu peso ideal.

Te mando algumas mensagens que contradiz o que eu tinha dito ainda a pouco. Talvez quisesse saber que você sorriu com mais uma das minhas "gracisses". Recebo aqueles risos... kkkkk... Você me manda esses quando está feliz e quando sorriu mesmo. E sinceramente pensei que não haveria risos. Só estava expondo os meus sentimentos. Que estão contraditórios no momento. Quando percebo já estamos sorrindo de tudo e prometendo um para o outro em pensar mais um pouco nessa situação que nos metemos.

Um certo alívio me invade e me prende naquela situação que não sei até quando irá durar. E na verdade nem quero saber. Por enquanto.

You Might Also Like

2 comentários

  1. Estou amando os seus textos. Um mais lindo do que o outro. Parabéns!

    ResponderExcluir

Popular Posts

Instagram

Inspiração do Dia

Inspiração do Dia